Violência no namoro – sinais a que deves estar atento/a

A violência nas relações de intimidade pode ocorrer desde muito cedo, por isso, a sensibilização e educação para as relações saudáveis tem de se iniciar o mais precocemente possível. Só assim se podem prevenir situações de agressividade ou dotar os jovens de capacidades para se libertarem das mesmas.

Gostar de alguém, não é fazer sofrer e, esta ideia deve ser difundida. Para isto, não adote uma postura autoritária e de crítica para com o/a seu/ua filho/a, pois só irá provocar mais distanciamento na vossa relação e fazer com que ele/a dependa ainda mais do/a potencial agressor/a.

Embora ainda falte percorrer algum caminho, já alcançámos vários direitos para a nossa sociedade e é importante não esquecer que toda a gente tem direito a:

– Expressar as suas ideias, emoções e competências;

– Escolher o seu trabalho, amigos/as e/ou religião;

– Viver sem medo;

– Ter tempo para si;

– Gastar o seu dinheiro no que quiser;

– Manter uma relação próxima com a sua família;

– Não ter namorado/a;

– Decidir se quer participar em atos sexuais.

Existem alguns sinais de alerta para uma relação de namoro violenta a que podemos e devemos estar atentos, embora alguns possam ser confundidos com sinais de afeto:

– As tuas conquistas não são valorizadas;

– As tuas opiniões e preferências são ridicularizadas;

– Há a declaração de que apenas aquela pessoa te pode amar e aceitar da forma como és;

– É-te solicitado que te afastes de familiares e amigos/as;

– Sentes-te culpada/o por reações negativas do/a teu ou tua namorado/a;

– O/a teu ou tua namorado/a tem muitos ciúmes;

– As tuas redes sociais e mensagens são vigiadas;

– Os teus gastos são controlados;

– Não podes usar algumas roupas;

– Acreditas que és responsável/ salvador/a do/a teu ou tua namorado/a;

– A tua autoestima diminuiu desde que namoram;

– Existem provas excessivas de amor cada vez que vivem desentendimentos;

– Na tua relação foi importante que mudasses comportamentos ou características do teu aspeto físico;

– O/a teu ou tua namorado/a é superprotetor;

– Já te sentiste humilhado/a, diminuído/a, ameaçado/a ou agredido/a verbalmente;

Não tenhas vergonha de pedir ajuda. Entrar numa relação violenta não é difícil. Esta funciona como uma teia de aranha. Quando menos esperas já pode ser muito difícil sair dela. No entanto, há sempre uma saída e procurar um/a psicólogo/a pode ajudar neste processo, assim como o apoio da tua família e amigos!

0 comments on “Violência no namoro – sinais a que deves estar atento/a

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: